OPC

OPC - Operating Planning Control


Ferramenta de Schedulling da IBM. Usada por operadores e 'Schedulers'

A diferença entre esta ferramenta e as outras é que esta dá a opção de se montar aplicações que ficam visíveis para os operadores e usuários do OPC. As aplicações são muito práticas no sentido funcional pelo fato de se poder separar uma grande quantidade de Jobs debaixo de uma única aplicação, que pode ser de um departamento especófico, ou ser Copy de DB2 ou IMS. Então se houver necessidade de parar uma Flow inteira de Jobs, é só parar uma aplicação específica que todos os Jobs ligados a ela estarão parados também.
O conceito de aplicação ainda permite amarrações entre as aplicações, o que pode ajudar a organizar uma Flow de fim de mês por exemplo. Vamos imaginar que muitos Jobs tem que rodar para gerarem relatórios de um cliente no fim de cada mês, mas vários departamentos precisam de relatórios, então se criam aplicações por departamentos e 'amarram' uma na outra definindo inclusive prioridade de execução, pois um relatório pode depender de outro para poder ser executado.


O OPC trabalha com um menu de opções. O inicial começa assim:

0 - Para configurar o Layout da ferramenta (OPC)
1 - Pouco usado por operadores
2 - Pouco usado por operadores
3 - Pouco usado por operadores
4 - Esta opção é mais usada para verificar o status do Job com relação a uma aplicação, ver as Workstations;
5 - Opção de Modify, usada para ter opção de se trabalhar com Jobs ou aplicações.
6 - Opção de Verify, usada para visualizar somente;
7 - Pouco usado por operadores
8 - Pouco usado por operadores
9 - Pouco usado por operadores



Trabalhando com as opções

Opção 4 - Workstations

4.1 - Trabalhando com Workstations

Pode se escolher qual Workstaions quer olhar e descobrir qual Workstation o Job executa.

A tela mostra várias Workstations, sendo que cada uma pode ser um sistema.

Na coluna de comando da Workstation se digitar-mos 'S' na coluna da esquerda de uma das workstations veremos os seguintes Status das aplicações:

SQ - O primeiro 'S' indica que a aplicação está 'Started' e o Job está em uma 'Queue'. Esta Queue, geralmente é do JES, ou seja, o Job deve estar esperando um recurso, esperando outro Job, esperando Initiator, etc;

SS - Este Status mostra que a aplicação e o Job estão Started (executando);

AT - Este Status mostra a aplicação em 'Arriving' e o Job com dependencia de 'Time'(tempo);

ST - Este Status mostra a aplicação 'Started' e o Job com dependencia de 'Time' (tempo);


Opção 5 - Modify

5.1 - Adicionando Aplicações

- Digitar o nome da aplicação no campo Aplication Name;
- Digita 'OPER';
- Digitar o horário que vai rodar ( se na hora ou depois );
- Digitar o Dead Line ( limite da hora que deve começar a executar );
- Pode-se alterar o texto da aplicação, colocando quem pediu pra adicionar, por exemplo;
- Tecla F3 para salvar o que foi feito;
- A mensagem 'Occurrence Added' vai aparecer.

5.2 - Trabalhando com Aplicações já exixtentes no Plano

- Digita o nome da aplicação que se quer trabalhar e digita 'enter';
Quando a tela se abrir, é possível se trabalhar com a aplicação da seguinte maneira:
- Na coluna ao lado do nome da aplicação se pode trabalhar com a aplicação, cancelando, deletando e etc.
- Digitando 'S' ao lado do nome da aplicação esta se abre e mostra os Jobs que estão embaixo dela, daí em diante pode-se fazer qualquer coisa com o Job, por exemplo, tirar alguma dependencia de tempo;
- Esta opção também é usada para amarrações de sucessão e predecessão entre Jobs;

5.3 - Trabalhando com os Jobs

- Esta tela dá a opção de trabalhar com os Jobs igual a tela do 5.2, mas com uma opção a mais de colocar o Job em Manual Hold e Manual Release, ou seja, pode-se segurar ou liberar o Job desta tela. Da tela de 5.2, provavelmente também se pode fazer, mas dá mais trabalho.

5.4 - Trabalhando com a Fila de Erros

- Nesta opção se der um enter sem colocar um nome de Job pode-se ver toda uma lista de todos os Jobs que estão em erro. Mas nesta opção o usuário pode modificar o estado do Job. É possível cancelar, deletar,re-executar, etc;
- Para re-executar (restart) de um Job é só digitar 'JR' na coluna de comando;
- É possível ainda acessr uma opção de documentação do Job entrando no 'Operator Text', que pode conter informações sobre um Job.
- É possivel completar a aplicação inteira através de um Job nesta tela, digitando CMP, na coluna de comando;
- É possivel modificar o texto do Job que está nesta tela, digitando 'mod' e depois 'op' e modificamos o texto que aparecerá junto ao Job;
- Digitando I.*, onde * é uma opção numeral, pode se obter muitas informações sobre o Job. Por exemplo i.6, onde se poderá ver o ID e o NOTIFY para este Job;
- Em se digitando 'J' na coluna de comando, pode-se editar o JCL de um Job;


OPCAO 6 - VERIFY

6.1 - Verifying Aplications

- Digita o nome da aplicação que se quer ver, daí se pode ver todos os Jobs que aplicação tem embaixo dela, horários de execução, amarrações, etc.

6.2 - Verifying Aplication Status

- Para verificar se a aplicação está atrasada de acordo com sua agenda e calendário.
Ao entrar com o nome da aplicação, uma coluna de nome 'L' de Late estará com um 'Y' ou com um 'N' , indicando se está Late, sim ou não.

6.3 - Verifying Jobs

- Digita o nome do Job e daí na próxima tela vão aparecer todas as informações do Job, a qual a aplicação ele pertence, qual os horários de execução, etc.
- Na coluna de comando, do lado esquerdo do Job, deve-se colocar 'S.*' para ver os parametros desse Job.

6.4 - Verifying Error Queue

- Nesta opção se der um enter sem colocar um nome de Job pode-se ver toda uma lista de todos os Jobs que estão em erro.
- Digitando 'I.*' pode ser ver os parametros desse Job.

6.6 - Verifying OPC SCAN - Current Plan

- Esta tela mostra o plano corrente do OPC, o horário que o OPC carregou os Jobs que vão executar e o horário que o próximo plano será carregado.




Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License